- Publicidade -
16.5 C
Albergaria-a-Velha
InícioÚltimasCentro Coordenador de Transportes vai (finalmente) ser alvo de obras

Centro Coordenador de Transportes vai (finalmente) ser alvo de obras

- Publicidade -

A Câmara de Albergaria-A-Velha lançou a concurso público a obra de be­neficiação do Centro Coordenador de Transporte (CCT). O edifício, outrora o cartão-de-visita da cidade, apresenta sinais alarmantes de falta de manuten­ção e tem suscitado queixas por parte dos utilizadores do espaço público. A base de licitação, conforme medições do projeto, é de 283.000,00€ a acrescer IVA à taxa legal em vigor. A obra tem um prazo de execução de 180 dias.

A empreitada da obra de “Beneficia­ção do Centro Coordenador de Trans­portes” foi aprovada por unanimidade na reunião ordinária da Câmara Muni­cipal de Albergaria-a-Velha realizada a 20 de maio.
No momen­to da votação no executivo, o vereador Li­cínio Pimenta, do PSD, aler­tou para a ne­cessidade de recuperação a vocação do edi­fício. ”Mais im­portante que a melhoria física do imóvel, seria a necessária e prévia ela­boração de um programa funcional para aquele equipamento municipal, uma vez que, caso não sofra alterações fun­cionais, serámuito redutor, defendendo a elaboração de um plano estratégico, a fim de tirar partido da localização de Albergaria-a-Velha, que se encontra in­tegrada em rotas rodoviárias nacionais e internacionais. Disse considerar que a obra requalifica o existente, mas não altera a estrutura, a qual poderia ser me­lhorada e alargada, no apoio aos passa­geiros”, referiu.
António Loureiro, Presidente da Câ­mara, esclareceu que o concurso inter­municipal da CIRA “inclui e privilegia Albergaria-a-Velha, definindo uma es­tratégia para as carreiras principais e garantindo um maior número de car­reiras, sendo o polo central de ligação para destinos nacionais e para a europa”. Clarificou ainda que a obra “melhora as condições e a atratividade daquele equi­pamento, respeitando o projeto de ar­quitetura original, onde serágarantida uma vasta oferta de linhas de circulação. Concluiu referindo que o estabelecimen­to de bebidas iráser renovado e total­mente equipado, podendo vir a melho­rar a atual oferta”.
De relembrar que a degradação do Centro Coordenador de Transportes foi járelatada pelo Jornal de Albergaria (edição N. 36 – 2ª Quinzena de outubro 2019). Na altura, a Proteção Civil Muni­cipal e o Mu­nicípio foram alertados para a situação e informa r am que em 2020 seriam feitas obras no edifí­cio, conforme se veio agora a comprovar.
Sobre o CCT, éde recordar ainda que, de acordo com o auto de re­cepção provisória, os trabalhos do Cen­tro de Coordenação de Transportes de Albergaria-a-Velha foram executados pela S.C.C.O.P. António Rodrigues Pa­rente, Lda. A obra teve o custo total de 102 248 576$00 (a este valor acresceu o IVA), o que corresponde a aproximada­mente 510 013,46 euros. Foi iniciada a 23 de novembro de 1987 e concluída em 13 de junho de 1989. Nunca chegou a ser inaugurada oficialmente!
Éainda de evidenciar que, segun­do dados recolhidos pelo Jornal, por dia passam centenas de pessoas pela Central de camionagem. Os números exatos são difíceis de adiantar porque hávários fatores em causa, variando entre 500 a 1000 pessoas.

- Publicidade -
- EDIÇÃO IMPRESSA -

CONECTE-SE

20,928GostosGostar
2,681SeguidoresSeguir

EM DESTAQUE

- Publicidade -

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido!