UDV pede regresso da Nora de Valmaior a tempo do Festival

0
67

O Clube demonstra desagrado pela ausência do marco valmaiorense em vésperas da UDV Jovem. António Loureiro, presidente da Câmara Municipal, informa que estão a ser desenvolvidos trabalhos de requalificação para devolver a roda às margens do Caima de forma definitiva e ao lugar de origem.

“Toda a Direção do nosso clube comunica o seu desagrado por este ano não ter sido colocada a tão conhecida e famosa RODA GIRATÓRIA que nesta altura do ano já costuma estar colocada na margem do rio que atravessa o nosso Parque de Lazer”, lê-se em comunicado partilhado nas redes sociais do Clube, entretanto eliminado.

O texto, assinado pela Direção, reforça a importância deste elemento no Festival UDV Jovem, “o maior evento de Valmaior que tem por hábito atrair centenas de pessoas”, como escrevem. A festa decorre já nos dias 7, 8, 9 e 10 de junho.

Perante a ausência da nora de Valmaior junto às margens do Rio Caima, um elemento que “simboliza também um povo e uma localidade”, a Direção da UDV pede “que as entidades responsáveis pela solução da situação sejam conscientes da mesma e coloquem este símbolo tão importante para nós no seu devido lugar”.

A Junta de Freguesia de Albergaria-a-Velha e Valmaior, contactada pelo Jornal de Albergaria, informou que quem está encarregue da colocação da Nora é a Câmara Municipal.

António Loureiro, presidente da Câmara Municipal de Albergaria e vereador das Obras Públicas, explica que “nem há um mês” terminou uma empreitada de “requalificação das margens para que a Nora possa ser devolvida ao lugar onde estava originalmente”.

A fase seguinte de trabalhos está programada para breve, pelo que, segundo explica o edil, seria contraproducente colocar a roda num pouso que ainda não está pronto. O presidente avança que “nos próximos tempos, a nora estará instalada no seu lugar definitivo”.