Câmara de Albergaria-a-Velha irá entregar 15 medalhas no Dia do Município

0
829

Oito instituições e associações, cinco individualidades, uma empresa e um colaborador da Autarquia irão receber a Medalha de Mérito Municipal, grau Ouro e grau Cobre, na sessão solene comemorativa do Dia do Município, que terá lugar dia 18 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Hoje, em reunião da Câmara, foi aprovada por unanimidade a atribuição das distinções honoríficas, a entregar na cerimónia do 188.º Aniversário do Município de Albergaria-a-Velha.

Entre as instituições, destaque para a GNR, que será galardoada com a Medalha de Ouro, pelos seus 100 anos no concelho. A Escola Secundária de Albergaria-a-Velha, a Escola Básica do 2.º e 3.º Ciclo da Branca e a SEMA – Associação Empresarial receberão a Medalha de Cobre.

A Associação dos Amigos dos Animais de Albergaria, aAJA – Associação Juvenil de Angeja, a Alberg- Art – Associação Cultural eaAssociação de Caçadores da Branca serão distinguidas com a Medalha de Cobre, pelos 25 anos de existência.

Octávio Ribeiro da Cunha (neonatologista), Carlos Aguiar (cardiologista) e Manuel Augusto Fernandes da Silva (juiz conselheiro do Supremo Tribunal de justiça) são as individualidades a distinguir com a Medalha de Ouro. Ao maestro Armando Vidal será atribuída a Medalha de Cobre. Rui Amadeu Ferreira Gomes de Castro, engenheiro colaborador na Autarquia, receberá a Medalha de Ouro por Bons Serviços, e a empresa Bimbo Iberia, a Medalha de Ouro.

Além destas 15 condecorações, será também oferecida a Medalha de Ouro a Saul Oliveira Silva (autarca), atribuída em 2020, mas ainda não entregue.

As Medalhas de Mérito Municipal visam homenagear “pessoas e entidades que, ao longo dos anos, têm contribuído para a melhoria das condições de vida da comunidade, através de ações de carácter social, educativo, cultural, artístico, desportivo, bem como na melhoria da qualidade de vida dos munícipes e no aumento de prestígio do Município de Albergaria-a-Velha a nível regional, nacional e internacional, ou cujas ações tenham impacto de forma relevante, no campo da ciência, do ensino, da cultura, da arte ou do desporto”, conforme se lê no documento de proposta.