Centro de Proteção Civil Eng.º Fausto Vidal serve população e eterniza “pessoa única”

0
416

O novo equipamento municipal totalizou um investimento de 350 mil euros e servirá os vários elementos da Proteção Civil na prestação de socorro. A cerimónia, com a presença da secretária de Estado da Proteção Civil, ficou marcada pela homenagem ao antigo presidente dos Bombeiros, Engº. Fausto Vidal, que dá nome ao Centro Municipal, forma simbólica de eternizar a presença de quem “nunca pensava só nele, sempre nos outros”.

A inauguração do Centro Municipal de Proteção Civil (CMPC) de Albergaria-a-Velha Eng.º Fausto Vidal decorreu, esta tarde, na localização do equipamento totalmente renovado e melhorado, junto às duas pistas do Heliporto Municipal.

Patrícia Gaspar, Secretária de Estado da Proteção Civil; António Loureiro, presidente da Câmara Municipal de Albergaria e Francisco Peraboa, comandante da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) da Região Centro foram recebidos pelos Bombeiros de Albergaria-a-Velha, em Formatura e com Apresentação da Força às três entidades.

“Comandante, quer chamar aqui os Bombeiros?”, começou António Loureiro, proferindo as primeiras palavras no púlpito erguido para a inauguração do CMPC, em sinal da importância dos soldados da paz no serviço que prestam como agentes de proteção civil e enaltecendo a homenagem ao cidadão que dá nome ao novo equipamento, o Eng.º Fausto Vidal, falecido em agosto de 2021. “Claro que sim”, foi a pronta resposta de Albano Ferreira, comandante dos Bombeiros de Albergaria.

O presidente da Câmara agradece a Patrícia Gaspar por ter respondido a “este amável convite” e reforça a necessidade de secretários de Estado que conheçam o terreno, sobretudo em momentos chave de comunicação entre meios locais e o Estado Central, dando como bom exemplo a própria Patrícia Gaspar. “Tem sempre em Albergaria um grande respeito pelo seu trabalho”, elogia.

António Loureiro explica que o CMPC totalizou um investimento de 350€ mil, proveniente de fundos municipais e estatais, e será dedicado a “operações de grande dinâmica, controlo e monotorização” entre os vários agentes de Proteção Civil (PC). Uma zona de concentração e abrigo da população em caso de catástrofe, espaço de formação para os Bombeiros e local de repouso durante a época crítica de incêndios foram alguns dos exemplos dados como valências do novo equipamento municipal.

O CMPC está equipado com camaratas, casas de banho e balneários, cozinha, espaço de refeição e lazer, uma sala de reuniões e uma sala de Comando e Controlo. “É um projeto sem precedentes no concelho”, frisa, com agradecimento especial a toda a equipa técnica camarária pelas condições de especialidade e arquitetónicas garantidas na solidez do edifício.

A inauguração contou com a presença do executivo municipal; representantes de todas as Juntas de Freguesia; GNR de Albergaria-a-Velha; José Ricardo Bismarck, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros de Albergaria; José Valente, comandante do Quadro de Honra dos Bombeiros de ALbergaria; comandante e subcomandante da Proteção Civil da Região de Aveiro – respetivamente António Ribeiro e Ricardo Fradique.

“Pessoa única” que fica “ali para sempre”

António Loureiro usou da palavra para não deixar esquecer a “dimensão humana de enorme relevo” de quem sempre zelou pela segurança dos Bombeiros a seu cuidado, “uma pessoa única, com humanidade e sentido de dever raros”, referindo-se ao Eng.º Fausto Vidal. “Era das poucas pessoas, e não tenho problemas em dizê-lo, com quem tinha gosto de conversar, alguém que nunca pensava só nele, sempre nos outros”, acrescenta.

Maria Manuel Vidal, filha de Fausto Vidal, agradece a todos os presentes, com particular gratidão aos Bombeiros “aos que aqui estão sempre e aos que ficam para sempre”. Maria Manuel lembrou os valores que pautaram a vida do pai, entre os quais a competência, resiliência, criatividade, amizade, humildade e empenho.

A porta-voz da família confessou que gosta de associar “grandes momentos a grandes músicas” e para este escolheu a peça Here, There and Everywhere, dos The Beatles.“A minha filha perguntava-me ‘mãe, o nome do avó vai mesmo ficar ali para sempre?’ e é com esse feito que vem um grande orgulho e responsabilidade. Cabe-nos a nós seguir este caminho e continuar a fazer parte dele”, termina.

Albergaria, um “sítio mítico”

Patrícia Gaspar saudou “o pessoal fardado de encarnado” e deixou uma palavra de apoio e agradecimento “aos amigos e família do Eng.º Fausto”, realçando que, “sendo este um gesto simbólico, não deixa de encerrar aqui uma grande homenagem”.

A secretária de Estado elogia o Município albergariense pela “visão e investimento” no CMPC, num momento de “verdadeira crise climática, com ondas de calor cada vez mais intensas e frequentes”. “Para quem é religioso, pode dizer-se que fomos abençoados pelo anticiclone dos Açores que nos livrou desta, mas não sabemos como será a próxima – não será daqui a 5-10 anos, mas sim daqui a semanas ou meses”, alerta.

“A atuação da ANEPC começa e termina no patamar local. Para colmatar os atuais desafios temos de saber gerir territórios e investir em equipamentos de PC. Podemos fazer a diferença com a união de esforços”, lança, como forma de ação perante o cenário desfavorável, numa união entre municípios, Bombeiros, GNR, população e todos os outros elementos de PC.

Patrícia Gaspar vê no concelho um bom exemplo desse trabalho em rede. “Albergaria é um sítio mítico para quem trabalha com a PC, mesmo quem nunca cá veio, sabe e ouve falar do concelho. É em Albergaria que todos param em serviço, seja para uma refeição, para dormir ou para recarregar energias. É uma marca na PC nacional, como ponto de amizade e de ajuda para os Bombeiros de Norte a Sul do país”, elogia.

A inauguração oficializou-se com a bênção do espaço pelo padre Manuel Dinis e o descerrar da lápide alusiva ao espaço, com homenagem ao Engenheiro e agradecimentos múltiplos aos Bombeiros. O padre enalteceu o “admirável exemplo de caridade” do “irmão” a quem se dedica o edifício que abençoava.

Base de Apoio Logístico no horizonte

António Loureiro aproveita a presença da secretária de Estado para relembrar a importância da construção de uma Base de Apoio Logístico (BAL), local de repouso e reabastecimento de Bombeiros de diferentes concelhos e distritos, durante longas e complicadas operações, dada a centralidade do concelho na Região Centro. O atual BAL encontra-se ao lado do novo edifício municipal, mas sem as condições adequadas.

O presidente da Câmara informou que o terreno para albergar o BAL foi adquirido pela Câmara por 145 mil euros e o projeto, a arquitetura e as especializações já estão feitas. “Precisamos que avance para o bem dos Bombeiros”, pede. A secretária de Estado garante que “conhece bem o desejo e necessidade” de um equipamento assim em Albergaria e deixa a garantia de que fará os possíveis para incluir o projeto no próximo Quadro Europeu de Apoio.