Segredos do passado a descoberto nas escavações S. Julião

Segredos do passado a descoberto nas escavações S. Julião
Escavações decorreram entre 6 e 31 de Agosto Projeto PROBA

O Município de Albergaria-a-Velha e o Centro de Arqueologia de Arouca voltaram a desvendar o passado da Branca, retomando as escavações arqueológicas no Monte de São Julião, entre 6 e 31 12de Agosto.

Com o contributo de duas dezenas de pessoas, tentou-se desvendar alguns segredos escondidos por debaixo da terra.

De acordo com o Projeto do Centro de Arqueologia de Arouca, “os trabalhos desenvolvidos este ano permitiram compreender melhor a construção da Estrutura de Delimitação do povoado; na área da mamoa a escavação permitiu conhecer um pouco mais da couraça do monumento, assim como identificar uma grande cratera de perturbação no centro do montículo, e ainda verificar que as estruturas que se encontraram no interior da área central são de época contemporânea, podendo eventualmente relacionar-se como o Telegrafo que outrora existiu no monte do Talegre, como também é conhecido o monte de São Julião. Por outro lado, foi possível reconhecer um significativo conjunto de pavimento cerâmico, numa área muito perturbada pelo plantio florestal”. Os objetos recolhidos são de pedra, sobretudo lâminas e pesos de rede, e um vasto conjunto de fragmentos cerâmicos de diversas cronologias. O barro de construção e de piso foi recolhido em grande quantidade, indicando a presença de outras estruturas construídas, como cabanas. Este é o 5º ano consecutivo em que se desenvolvem trabalhos no sítio arqueológico localizado na freguesia da Branca. As escavações anteriores já permitiram identificar importantes vestígios da ocupação do local há cerca de três mil anos, designadamente restos das estruturas em pedra e terra que delimitavam o povoado, assim como um monumento megalítico e fragmentos de louça e outros objetos utilizados à época. Salienta-se que o Município de Albergaria-a-Velha adquiriu recentemente o terreno onde se desenvolveram as escavações, numa área de 10 410 metros quadrados.

Jornal de Albergaria - Excavacoes 1

Trabalhos em São Julião decorreram pela 5ª vez

O Centro de Arqueologia de Arouca e a equipa do Projeto PROBA “agradecem à Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha e a todos os que apoiaram, participaram e possibilitaram a realização deste trabalho, nomeadamente aos proprietários dos terrenos, onde se inclui também o município que recentemente adquiriu parte significativa dos mesmos, aos habitantes no lugar da Espinheira (em particular à Dª Conceição da Mercearia Victor Pangaio) e claro, a todos os voluntários que se empenharam a desvendar alguns dos vestígios mais antigos conhecidos no concelho de Albergaria-a-Velha.

Relacionadas

error: Conteúdo protegido!