Escultura do “pescador solitário” será inaugurada no Parque do Areal

0
219
DR
DR

O projeto “3 Territórios, 1 Rio que nos une” deu mais um passo para a sua implementação nos três municípios que o integram, designadamente Albergaria-a-Velha, Águeda e Sever do Vouga. Na última semana, foram colocadas instalações artísticas nas margens do Rio Vouga (Parque do Areal, em Angeja), no Poço de Santiago (em Sever do Vouga) e na Pateira (Espinhel, Fermentelos e Óis da Ribeira).

No Parque do Areal foi criada uma escultura que retrata a figura do pescador solitário, que percorria o rio e as margens antigamente, transportando pessoas e o seu pescado.

Segundo avança o município, a inauguração desta obra está prevista para a noite de 2 de julho (sexta-feira), antes do início da programação cultural do fim de semana, que arranca com o concerto da Banda Velha União Sanjoanense pelas 21h30. No sábado, as bandas a atuar em Angeja são a Banda Recreativa União Pinheirense (17h30) e a Banda de Instrução e Recreio Angejense (21h30). Pelas 23h00, a festa termina com “Lenda do Rio”, um espetáculo circense de luz, cor e pirotecnia. A entrada é gratuita, mas sujeita às regras definidas pela Direção-Geral da Saúde.

Todas as obras são da autoria de Miguel Ángel Bordera, CEO da empresa espanhola “Carros de Foc”, conhecida pelas suas esculturas gigantes em todo o mundo. As esculturas criadas estão relacionadas com a história de cada um dos concelhos, com a bateira em plano de destaque e com a figura do pescador adaptado à realidade de cada território envolvido neste projeto. Em todos os locais, no momento das instalações das esculturas, realizaram-se oficinas com alunos de artes e de cursos profissionais de soldadura.