29ª Automobilia volta a surpreender entusiastas de antiguidades

0
613

Jipes, autocarros, carros de Bombeiros, bicicletas, carrinhos a pedais, objetos de decoração e veículos militares, entre muitos outros, enchem os mais de 300 expositores da 29ª Automobilia. Para o presidente do Clube Aveirense de Automóveis Antigos é assim que a mostra se quer – para todos os gostos, das peças ferrugentas aos carros de luxo.

O evento de referência no mundo do colecionismo dos transportes rodoviários arrancou, esta tarde, no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro, uma abertura que promete atingir os habituais milhares de visitantes nacionais e estrangeiros. A mostra está hoje aberta até às 21h, tal como amanhã, com abertura às 10h. No domingo, dia 21, abre das 10h-20h.

“Tentamos sempre conjugar a componente comercial com a cultural, temos várias bancas de venda de peças e decoração ligada ao setor e expositores de museus e associações”, explica Miguel Serrano, presidente do Clube Aveirense de Automóveis Antigos (CAAA), grupo responsável pela organização e criação do evento, em 1994.

O presidente aponta como novidades e destaques desta edição: os Super Desportivos, os Mini Desportivos usados em competição, os carrinhos de pedais “que toda a gente gosta, não só as crianças, porque os adultos recordam o tempo em que tinham um” e as bicicletas de corrida usadas em competições nacionais nos anos 70. No campo das efemérides, aponta para as mostras comemorativas dos 120 anos da Harley Davidson, dos 100 anos da BMW Motorrad e dos 75 anos da Land Rover.

O Clube procura incentivar a população a visitar a mostra e a ganhar gosto pelos clássicos, sobretudo os mais jovens “para que possam continuar a preservar o património”, algo que materializa no recebimento de visitas de estudo por parte de escolas à 29ª Automobilia. Ao longo do ano, para a população em geral, o Museu do CAAA tem o seu dia gratuito aos segundos sábados de cada mês.

Há muito para ver entre os mais de 300 expositores, mas o certame não se esgota dentro de portas. Miguel Serrano recorda que continuam a decorrer os passeios pela cidade de Aveiro num autocarro dos anos 70 e convida à participação no encontro de bicicletas antigas, no domingo, “em que cada um tem de ir vestido à época da sua bicicleta”, desafia.

Veículos com história

Os representantes da Força Aérea, GNR, do Parque de Feiras e Exposições e o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Aveiro, Luís Miguel Capão Filipe, inauguraram a 29ª Automobilia com uma visita guiada a cargo do presidente da CAAA, com passagem pelos expositores das próprias entidades.

A curiosidade dos convidados deixa-nos a saber que o carro mais valioso em toda à exposição é o Lamborghini exposto à entrada, para ocasião dos 60º aniversário da marca “que deixou a Ferrari nervosa”, explica Miguel Serrano, acrescentando que o automóvel vale cerca de um milhão de euros.

O gosto por veículos e antiguidades do grupo deu à visita um tom coloquial e descontraído, na qual partilharam histórias como a do lisboeta José Duarte que tem a 2ª maior coleção de motas Honda do mundo, ficando atrás apenas da própria marca, um espólio que chegou a ser cedido para exposição numa anterior edição da Automobilia; ou a de José Pereira de Fermentelos com uma das maiores coleções de duas rodas multimarca do mundo, “são prateleiras e prateleiras”, descrevem. Os entendidos recomendam os vídeos Coleções de Sonhos para melhor conhecer estas histórias.

Já Macedo Pita, do CAAA, encarregue da reportagem fotográfica para o Clube, conta ao Jornal de Albergaria que “aquele carocha azul que está ali é meu, foi o único carro que o meu avô comprou em toda a sua vida. Ele faleceu com 94 anos”.