PS inaugura sede aberta aos albergarienses e a “novas conquistas”

0
334

Um espaço aberto aos militantes, simpatizantes e a todos os albergarienses – assim se apresenta a nova sede do Partido Socialista de Albergaria-a-Velha, que ontem inaugurou, no centro da cidade. Já de olhos postos nas eleições autárquicas, o PS local afirma-se pronto para ir à luta, convicto de que “Só é vencido quem desiste de lutar”, frase de Mário Soares, citada por Firmino Ruas Mendes.

O Partido Socialista de Albergaria-a-Velha contou com casa cheia na cerimónia de inauguração da sua nova sede, no número 33 da Rua de Santo António. “É um momento feliz”, disse Jesus Vidinha, presidente da Assembleia Geral da Comissão Política Concelhia (CPC) do PS. “É o dia histórico que todos ansiávamos”, reforçou Firmino Ruas Mendes,  presidente da CPC. É um símbolo de “esperança e visão do futuro”, acrescentaria Jorge Sequeira, presidente da Federação do PS do Distrito de Aveiro.

A inauguração começou com o descerramento, por Ruas Mendes e Jorge Sequeira, de uma placa à entrada da sede. Seguiu-se uma visita rápida às instalações – receção, sala de reuniões e auditório. Neste último, tiveram lugar as intervenções, a começar por Jesus Vidinha que considerou que a nova sede, situada na zona mais movimentada da urbe, vai tornar o PS de Albergaria “mais agregador, para continuarmos a fazer o trabalho político, na cidade e nas freguesias”.

Ruas Mendes lembrou a dificuldade em arranjar este espaço. Foram seis meses na busca de um novo local, a “ouvir muitos nãos e, quando ouvíamos um sim, este era acompanhado com o valor incomportável da renda, em média 400 euros”. A propósito partilhou com a assistência que o último objeto que retirou, ao abandonar a antiga sede, foi “uma placa que aqui será colocada em breve, com uma frase de Mário Soares: ‘Só é vencido quem desiste de lutar’”. Ruas Mendes afirmou-se determinado em seguir essa máxima, esperando a colaboração de todos, pois “as vitórias dependerão somente da capacidade que em conjunto possamos desenvolver”.

“Novos candidatos e novas propostas”

“O próximo ciclo eleitoral autárquico sofrerá alterações significativas com novos candidatos e novas propostas”, pelo que é importante ter “força para mudar”, “capacidade de inspiração, “unir as pessoas” e “atrair os jovens”, defendeu.

Jorge Sequeira, por sua vez, elogiou o trabalho feito aos longo dos anos pelo PS de Albergaria, e considerou que a nova sede é a prova de que o partido “está pronto para o combate, para a luta política, com muita garra”. Falando nas próximas eleições autárquicas, disse que o PS de Albergaria tem demonstrado “capacidade de inovar e visão de futuro”, pelo que manifestou a sua convicção de que “as pessoas vão confiar ao PS o destino de Albergaria-a-Velha, com um conjunto de soluções muito inovadoras que iremos apresentar”.

Lembrando que o PS está a celebrar os seus 50 anos de existência, Jorge Sequeira percorreu cronologicamente os principais contributos das políticas socialistas para a democracia e para o desenvolvimento do país, como a criação do SNS, a adesão à União Europeia, a igualdade entre sexos, o RSI, entre outras.

“Democraticidade e abertura”

Durante a sessão – em que além de militantes e simpatizantes locais, estiveram também presentes os deputados pelo distrito de Aveiro Filipe Neto Brandão, Joana Sá Pereira e Bruno Aragão -, foram lembrados e aplaudidos alguns dos históricos do PS de Albergaria, como Aires Ferreira e Carlos Lemos. Houve também uma palavra especial de apreço pela presença de Rogério Camões, histórico do PSD, que por amizade, não faltou à inauguração da sede do PS. “É sinal da nossa democraticidade e abertura”, realçou Jesus Vidinha.

A cerimónia terminou com um momento musical pelos “camaradas Fausto e Castanheira”, como foram apresentados, os quais interpretaram músicas de José Afonso, Adriano Correia de Oliveira e Fausto Bordalo Dias. Por fim, partiu-se repartiu-se o bolo alusivo à inauguração, tendo sido chamada, para cortar a primeira fatia, Catarina Gamelas, a militante mais nova do PS de Albergaria.