• Jornal de Albergaria - Banner Avelab


Mercado Municipal “A Praça” reabriu com muitas condicionantes e sem espaço de feira

  • Categorias Reportagem
  • 21 de Maio, 2020
  • 25 Visualizações
Mercado Municipal “A Praça” reabriu com muitas condicionantes e sem espaço de feira
De forma a garantir as condições de segurança, dentro do Mercado podem permanecer no máximo 60 pessoas

Nem muito cheio, nem muito vazio. Era assim que se encontrava o Merca­do Municipal de Albergaria-a-Velha no dia em que reabriu ao público, 9 de maio (sábado). O acesso ao espaço realizou-se de forma condicionada e com conjunto de regras e procedi­mentos de segurança que todos os utilizadores tinham de cumprir.

À entrada via-se alguma azá­fama, havendo algumas pes­soas ansiosas por fazer as suas compras. Os Bombeiros Voluntários de Albergaria-a-Velha procediam de for­ma voluntária à medição da tempera­tura de todos aqueles que entravam no interior do Mercado, apelando também ao uso de gel desinfetante.

Dentro das instalações, o ambien­te estava tranquilo, “permaneciam no máximo 60 pessoas” em simultâneo. Longe das habituais enchentes, os co­merciantes mostravam-se esperanço­sos por melhores dias para o negócio. Os compradores seguiam as normas recomendadas enquanto retomavam velhas rotinas. Entre luvas, máscaras e viseiras, todos estavam equipados com pelo menos um material de proteção individual de forma a proteger-se da pandemia do covid-19.

O Município salienta que “foi muito evidente e gratificante o civismo dos/ as albergarienses na sua deslocação ao mercado, o cumprimento das regras e orientações, como o uso de máscara, a desinfeção das mãos, o distanciamento social e o respeito pelos percursos de­finidos no espaço interior. A Câmara Municipal destaca ainda a colaboração fundamental dos Bombeiros Voluntá­rios de Albergaria-a-Velha e da GNR na sensibilização das pessoas, que aguardavam a sua vez para entrar, em­bora não se tenham registado aglome­rações no local (…) Espera-se que todos continuem a ter esta atitude de cidada­nia, permitindo que a Praça se mante­nha em funcionamento, e seja possível garantir bens essenciais a quem recorre a este espaço.”

Medidas excecionais  e temporárias

O Município de Albergaria determi­nou um conjunto de regras “excecio­nais e temporárias” face à situação epi­demiológica, que todos os operadores, clientes, colaboradores, fornecedores e público em geral devem cumprir.

Entre as medidas estabelecidas num despacho da Câmara é de destacar:

– a esplanada interior e exterior, bem como o parque infantil mantêm-se encerrados, não havendo transmissão de televisão ou realização de qualquer evento;

– os estabelecimentos com abertura para a Rua 1º de Maio terão de adotar as medidas estabelecidas pelo Governo para cada tipo de atividade, cumprindo sempre, as regras de higienização e de afastamento social;

O interior do Mercado Municipal funciona agora nos dias e horários para ele estabelecidos, ou seja, à quarta-feira e ao sábado, das 8h às 14h. As esplanadas interior e exterior con­tinuam encerradas nesta primeira fase, tal como a feira.

– as bancas com abertura para a Praça Central poderão abrir todos os dias da semana, nos horários de­finidos, garantindo as regras de hi­gienização e afastamento social, bem como as definidas por lei para cada tipo de atividade;

– as cargas e descargas dos bens te­rão de se realizar obrigatoriamente e respetivamente antes e após o horário de abertura do Mercado ao público e exclusivamente pelo acesso do cais de cargas e descargas;

– na deslocação para o interior do Mercado os clientes não deverão fa­zer-se acompanhar por outras pessoas, especialmente crianças e/ou pessoas de risco, contribuindo para, de forma cívica, permitir um maior número de acesso a todos os interessados;

– cada banca deverá ter, preferen­cialmente um operador, sendo o limite máximo de dois, e não poderá, em caso algum, ocupar as vias de circulação;

– cada posto de venda terá de propor­cionar condições para que os clientes desinfetem as mãos e somente manu­seiem os produtos que adquiram (caso sejam autorizados a fazê-lo), devendo ainda garantir o atendimento indivi­dual dos clientes, com a margem de segurança de distanciamento social em fila de espera e na escolha dos pro­dutos;

Jornal de Albergaria - Dsc 1108

– os clientes deverão realizar as suas compras no mais curto espaço de tem­po possível e não permanecer no inte­rior das instalações sem justificação, devendo abster-se de socializações;

– será impedido o acesso ao Merca­do Municipal, quer como cliente, quer como operador, em caso de incum­primento das regras definidas ou que apresentem sinais de risco;

Mercado de Angeja também já está aberto ao público

O Mercado de Angeja reabriu ao pú­blico no passado, dia 10 de maio. A rea­bertura é restrita a operadores de bens alimentares e mediante o cumprimen­to de determinadas regras.

Entre as medidas estabelecidas pelo Presidente da Junta de Freguesia da vila, salienta-se:

– o mercado funcionará todos os do­mingos das 8:00h às 12.30h

– encerramento das instalações sani­tárias ao público

– lotação máxima de clientes no inte­rior do mercado será de 10 pessoas

– os clientes deverão realizar as suas compras no mais curto espaço de tem­po possível e não permanecer no inte­rior das instalações sem justificação, devendo abster-se de socializações

– o operador terá de estar devida­mente equipado com luvas, máscara facial e viseira, bem como proceder às higienização das mãos e desinfeção dos equipamentos entre atendimentos

– é proibido a partilha de equipamen­tos

– o atendimento é feito a 1 pessoa de cada vez, mantendo o distanciamento mínimo de 1 metro

– os clientes e os operadores de­vem evitar a aglomeração de pes­soas, nomeadamente no exterior do mercado.

Relacionadas

error: Conteúdo protegido!