Galp reduz preços de eletricidade em 11% em 2023

0
370

A Galp vai reduzir as faturas da eletricidade em 11%, em média, a partir do início de 2023, mantendo as faturas do gás natural no primeiro trimestre.

“No seguimento da nota enviada aos seus clientes no final do mês passado, e uma vez divulgadas as atualizações das tarifas de acesso à rede por parte da ERSE [Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos] na semana passada, a Galp está neste momento em condições de informar que as faturas de eletricidade irão diminuir, em média, cerca de 11% a partir do início do próximo ano”, disse uma fonte oficial à Lusa.

Assim, “para um consumo médio de uma família tipo com dois filhos, a mais comum na carteira de clientes da Galp, esta atualização irá traduzir-se numa descida média de 3,5€ a seis euros por mês”, segundo a Galp. “As faturas do gás natural permanecerão inalteradas nos primeiros três meses de 2023”, acrescentou.

Os novos preços de eletricidade da Galp a partir de 1 de Janeiro de 2023. PC = Potência Contratada

Segundo dados divulgados pela ERSE na semana passada, “em 2023, as tarifas de acesso às redes observam reduções significativas, passando o seu valor a ser negativo para os consumidores em todos os níveis de tensão”.

Esta redução da tarifa de acesso às redes contribui para uma diminuição de cerca de 30% na fatura final dos consumidores industriais “e de cerca de 55% na fatura final dos consumidores domésticos”.

Ainda assim, o preço da eletricidade em mercado regulado aumenta 1,6% em janeiro de 2023, em relação a dezembro, sendo que a subida ascenderá a 3,3% face à média deste ano, valores superiores aos propostos em outubro, anunciou a ERSE.

Variação de preço da eletricidade para o mercado regulado entre dezembro 2022 e janeiro de 2023

No mesmo comunicado, a Entidade explicou que “este acréscimo tarifário, superior ao anunciado em outubro, deve-se a um menor sobreganho com a produção em regime especial (PRE), a devolver aos consumidores, do que o inicialmente previsto”.

Pode verificar as sucessivas alterações nos preços de energia em Portugal e na União Europeia, nos últimos anos, através do site da DGEG (Direção-Geral de Energia e Geologia).