Clube de Albergaria ganha vida extra

0
144
Foto: FPF

A luta pela permanência na Liga BPI continua feroz. Apesar da visita ao terreno da lanterna vermelha, desengane-se quem pensa que o Clube de Albergaria teve tarefa fácil contra o Amora.

Chegou a fase final na principal competição do futebol feminino em Portugal. Se a campeã já está decidida, o SL Benfica venceu o Atlético Ouriense por 6-0 e já garantiu, virtualmente, a vitória da competição, a decisão para ver quem continua em prova na próxima época ainda está longe de terminar.

A verdade é que com apenas mais três jogos para disputar, o 11º classificado (neste momento é o Atlético Ouriense) está “apenas” a seis pontos do sexto classificado (Länk Vilaverdense). Significa que com nove pontos em disputa, tudo pode acontecer.

Inserido nesse contexto está o Clube de Albergaria, que de momento tem 18 pontos, apenas mais um do que o Marítimo, que ocupa a primeira vaga de playoff (o playoff de manutenção opõe o antepenúltimo e o penúltimo classificado da Liga BPI contra o segundo e terceiro classificado da II Liga).

A vitória tangencial diante do Amora, lanterna vermelha e com uma tarefa muito complicada pela frente, já que tem sete pontos e o último classificado desce diretamente para a 2ª Divisão, revelou ser crucial nas aspirações do Clube de Albergaria.

A primeira parte foi muito fraca em oportunidades. Destacam-se apenas uma jogada perigosa do Amora que viu a avançada falhar o golo à boca da baliza e, poucos minutos mais tarde, um remate ao poste da baliza defendida por Diana Oliveira.

No segundo tempo o Clube de Albergaria entrou com mais cabeça. Jogou-se mais no meio-campo defensivo do Amora, tendo a equipa de Albergaria chegado ao tão almejado golo aos 76’, por intermédio de Xana Henriques, com um remate forte e colocado ao poste mais distante da baliza de Andrea Neves.

O Clube de Albergaria volta a entrar em campo apenas em maio, diante do Länk Vilaverdense, depois recebe o Sporting CP e termina a campanha em Braga.