Clube de Albergaria disputa final da Taça Complementar depois de um festival de golos

0
386
Foto: Clube de Albergaria

Valeu bem o bilhete para o jogo em Águeda. Ao todo foram 18 golos, igualmente repartidos pelas duas equipas numa ‘final’ que valia a passagem à final da Taça Complementar. A sorte sorriu ao Clube de Albergaria, que vai disputar o troféu, a duas mãos, contra o AD Casal.

Enquanto o empate servia à equipa de Albergaria, a ARCA tinha mesmo de vencer para ficar em primeiro lugar da série B. Este contexto pode ajudar a perceber o número avultado de golos e a emoção que se viveu no pavilhão, em Águeda.

Jorge Vilarinho colocou logo aos dois minutos de jogo o Clube de Albergaria na frente do marcador. O ARCA teve de esperar pelo minuto nove, mas fez logo dois golos de rajada, por Fábio Silva e José Marques. O empate não demorou a aparecer, novamente por Jorge Vilarinho, e não veio só. Até ao intervalo o Clube de Albergaria vencia por 5-2.

O segundo tempo começa logo com o terceiro golo do ARCA, de grande penalidade convertida por David Mota. Aos 27’, novo golo para a equipa da casa, que reduzia a desvantagem para um golo. Pedro Saraiva voltou a dar dois golos de vantagem ao Clube de Albergaria, aos 29’, mas aos 32’, Leonardo Alves colocou o resultado em 6-5. Aos 34’, Nuno Ramos fez novo golo para o Albergaria, porém a resposta chegou logo de seguida, com dois golos em dois minutos, deixando tudo empatado a sete golos.

A três minutos do fim, as duas equipas não descolavam uma da outra, e sempre que o Albergaria fazia golo, o ARCA tornava a empatar. Nos últimos segundos, João Soares fez o 9-8 para o Clube de Albergaria, e quando se pensava que a equipa de Peter Guedes pudesse sair daquele jogo de loucos com os três pontos, Pedro Lemos fez o empate a nove, insuficiente, no entanto, para as aspirações da equipa chegar à final da Taça.

 O empate serviu ao Clube de Albergaria, que termina a fase regular da Taça Complementar com 17 pontos, mais um do que o rival de Águeda, e vai disputar a final da competição contra o primeiro classificado da série A, o AD Casal.