ERSUC regista aumento de 5% na reciclagem

0
138

A ERSUC – Resíduos Sólidos do Centro agradece à população o crescimento da reciclagem em 5%, no ano de 2022. E dá um exemplo a comprovar que esse esforço vale a pena: o envio para reciclagem de materiais na área do papel/cartão, “traduz-se na poupança de 237 mil árvores”.

A ERSUC – Resíduos Sólidos do Centro, S.A faz um balanço positivo de 2022, ano em que registou “um aumento de 5%, face a 2021, na recolha seletiva de embalagens de plástico, metal, cartão e vidro, e um decréscimo na receção de resíduos urbanos indiferenciados de 1%”, segundo realça em comunicado.

No ano passado, a ERSUC recebeu “48 078 toneladas de recicláveis provenientes da recolha seletiva de ecopontos, da recolha porta-a-porta em comércios e serviços, das entregas em ecocentro e das recolhas em ecoeventos, o que traduz um aumento de recicláveis de 5% face a 2021”, informa.

O total de 48 078 toneladas resulta da soma de 20 389 toneladas de vidro (aumento de 5% face a 2021), com 15 789 toneladas de papel/cartão (aumento de 3% face a 2021) e 11 900 toneladas de embalagens de plástico e metal (aumento de 8% face ao ano anterior).

A ERSUC salienta que estes resultados só foram possíveis graças ao contributo dos habitantes da sua área de intervenção – aproximadamente um milhão de habitantes de 36 municípios, entre os quais Albergaria-a-Velha e outros dos distritos de Aveiro, Coimbra e Leiria.

O envio para reciclagem de materiais que permitem produzir ou poupar recursos,  na área do papel/cartão, “traduz-se na poupança de 237 mil árvores”. No vidro, a quantidade enviada para reciclagem “permite produzir cerca de 58 milhões de garrafas de 0,75 litros”.

A ERSUC considera que a participação por parte da população, bem como as ações dos municípios, o investimento em viaturas, contentores, instalações e educação ambiental são fatores que permitem aumentar a quantidade de materiais valorizados e encaminhados posteriormente para a indústria recicladora.

No terreno, a ERSUC dispõe de “uma rede de 5 732 ecopontos distribuídos pelos seus 36 municípios, alcançando uma densidade de 161 habitantes por ecoponto, complementada com um serviço de recolha porta-a-porta em estabelecimentos de comércios e serviços, assim como programas de incentivo à separação e reciclagem junto das escolas e instituições”, refere a própria, agradecendo à população, aos municípios e aos seus colaboradores, este “esforço comum de tornar a região uma referência em termos de reciclagem”.

Foto: ERSUC